A relação entre o cálcio e o refrigerante

Refrigerantes, déficit de cálcio, fraturas ósseas e osteoporose

Estudos indicam que o consumo de refrigerantes ocasiona um desequilíbrio nos níveis de cálcio no nosso organismo. O que leva ao enfraquecimento e a um número maior de fraturas ósseas.

Esse mecanismo ocorre por diferentes maneiras, uma das quais seria que os refrigerantes são ricos em um fosfato que tem enorme afinidade pelo mineral.

Dependendo da ingestão de refrigerante, forma-se um composto denominado fosfato de cálcio. Este é facilmente eliminado, principalmente pela urina, afetando então os níveis do mineral cálcio.

Ele é importante para a saúde humana em todas as idades, mas especialmente vital às crianças e adolescentes, que estão em plena fase de crescimento e, consequentemente, mais propensos a uma vida mais dinâmica e à prática de atividades físicas.

Resultado: muito mais riscos de fraturas neste momento da vida e de osteoporose mais adiante.

É importante ressaltarmos que o cálcio tem mais de 250 funções em nosso organismo. Ou seja, ele não está apenas relacionado com a estrutura dos ossos. Mas, está, também, relacionado com os nossos batimentos cardíacos que dependem diretamente da quantidade certa desse minério no organismo.

Portanto, em qualquer idade, devemos ter um cuidado com a ingestão de refrigerantes de qualquer tipo. Além de orientarmos, especialmente nossas crianças e adolescentes, a substituir essas bebidas por outras realmente saudáveis, como a água, sucos naturais, água de coco, leite etc.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Solve : *
25 × 20 =