A relação cafezinho e alguns cânceres

A universidade  de Harvard nos estados unidos, publicou alguns estudos  patrocinados pelo instituto nacional do câncer daquele país, mostrando que   existe uma estreita relação entre a ingestão de café e alguns

Cânceres, mais especificamente o câncer de pâncreas, um dos mais agressivos que a Medicina conhece.  

Segundo este estudo  em torno de 50% dos cânceres de pâncreas

Podem ser atribuídos a ingestão de café,  inclusive alertando que para que  isto

Ocorra basta a ingestão de três xícaras de cafezinho ao dia. Esta porcentagem será maior se o paciente for também um fumante crônico, ou seja, a relação entre cafezinho-cigarro e câncer é bem estreita.

Os pesquisadores de Harvard alertaram também que quando o café é descafeinado, o risco é maior ainda, visto que o processo de torrefação do café forma-se várias substancias estranhas, compostos estes com grande atividade cancerígena.

Mas não só o câncer de pâncreas tem sua incidência aumentada com o consumo de café, mas também o câncer de bexiga.

Estes estudos não são definitivos, mas não foram apresentadas contestações suficientemente seguras para descaracterizá-los.

Pelo sim, pelo não, muito cuidado com o consumo desta bebida, pois além deste potencial oncológico, há muito se sabe que o café leva a uma eliminação de nosso organismo de uma série de vitaminas, especialmente as vitaminas do complexo B, diminuição da vitamina C, dos minerais zinco, cobre  e potássio e também dificulta a absorção das vitaminas  lipossolúveis A, D, e E, bem como a absorção do cálcio, magnésio e ferro.

Isto talvez explique um estudo realizado aqui no Brasil onde ficou constatado que, apesar de sermos um país tropical, quase a metade da população apresenta déficit de vitamina D, uma das mais importantes para o ser humano.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *